Filtro WDM (Wavelength Division Multiplexing)

O filtro WDM é um componente desconhecido da grande maioria dos provedores. Pode ser uma alternativa interessante seu uso quando se deseje trabalhar com sinais de vídeo na fibra óptica. Para aumentar a eficácia de aproveitamento das fibras ópticas, em torno de 1990 foi desenvolvida a tecnologia WDM (Wavelength Division Multiplexing).

 

WDM (Wavelength Division Multiplexing)

Na verdade WDM é uma técnica de multiplexação e demultiplexação usada para agregar um grupo de sinais e então enviá-los por um único meio. No caso específico da fibra óptica, consiste em concentrar nesta, vários sinais de luz de cores diferentes (comprimentos de onda – lambdas). Esses sinais devem ser gerados por laseres de comprimentos de onda diferentes.

Assim, o Filtro WDM, acoplador WDM ou em inglês WDM Coupler, do mesmo modo que o splitter é um componente óptico passivo. Por ser passivo, desta forma não precisa ser alimentado, pois não atua regenerando o sinal. Ele é responsável por combinar em uma mesma fibra óptica dois ou mais comprimentos de onda diferentes.

 

Transmissão & Recepção WDM
Transmissão & Recepção WDM

 

Filtro WDM em redes FTTx

Em redes FTTx GPON ou EPON o filtro WDM é o dispositivo que possibilita que um sinal de vídeo em comprimento de onda de 1550nm seja transmitido ao assinante. Dessa maneira, não será alterado o tráfego de dados nos comprimentos de onda de 1310nm (sinal que parte do assinante para a central) e de 1490nm (sinal que parte da central em direção ao assinante).

O filtro WDM possui uma porta de entrada e duas portas de saída. O conceito de entrada ou de saída é relativo, dependendo do ponto de vista, já que o sinal é bidirecional para os dados. Da mesma forma que o splitter acrescentam uma perda na potência do sinal, em geral uma perda de inserção típica de 1dB.

Topologias PON possuem flexibilidade de utilização, inclusive para vídeo, para isso existe um comprimento de onda específico (1550nm). A maioria dos sistemas PON que permitem funcionamento com vídeo analógico não possuem um canal reservado para retorno.

 

Comprimentos de onda em redes EPON e GPON
Comprimentos de onda em redes EPON e GPON

 

Filtro WDM na prática

O acoplador WDM se faz necessário para combinar os sinais de vídeo em comprimento de onda de 1550nm e de dados em 1490nm na fibra óptica que conduzirá o sinal ao cliente. Do mesmo modo, permite que o sinal de dados do cliente, em comprimento de onda de 1310nm, possa ser repassado por um sistema óptico prismático para a central (“Central Office”). Por fim, existem modelos para conectorização e para fusão.

 

Acoplador WDM conectorizado
Acoplador WDM conectorizado

 

Acoplador WDM para Fusão
Acoplador WDM para Fusão

 

Autor: Fernando César Morellato

 

Acesse também nossa plataforma EAD

Ficou interessado em mais informações, clique aqui!